PRIMEIRA HORA – OSASCO, 16 DE MARÇO DE 1991

CLIENTELA FIEL

"Mercadão": Onde Ainda Se
Compra Até Fumo de Corda

O Mercado Municipal perdeu o status de centro comercial, mas mantém clientes fiéis, que chegam a viajar mais de cem quilômetros para utilizar-se de seus serviços. Entretanto, entidade anônima quer guerra civil com a administração.

O Mercado Municipal de Osasco foi inaugurado no ano de 1953, tornando-se o único centro de abastecimento do emergente distrito paulistano. Na época não existiam supermercados e quem queria fugir dos típicos armazéns de vilas, buscava a variedade de produtos ofere-cida pelo Mercado.

Passados quase quarenta anos, essa variedade ainda é seu ponto forte. Nos seis corredores que se entrecruzam internamente é possível encontrar de materiais básicos -- como arroz, feijão, carnes e outros -- até marmitas de alumínio, passando por velas de umbanda, rações para animais, vasos e o tradicional fumo de corda. Mesmo assim, o "Mercadão" perdeu para a rua Antônio Agu o status de centro comercial. E, para os hipermercados, o título de "centro de abastecimento".

Vista Parcial do Mercado Municipal,
onde se encontra de tudo...

Estimativas dão conta de que uma média de 1.000 pessoas cruzam as portas do Mercado em dias normais, freqüência que chega a triplicar nos finais de semana. Considerado "bom" pela maioria dos comerciantes do local, esse número poderia ser maior na opinião de Paulo Contim, presidente da Associação dos Permissionários do Mercado Municipal (Aspemmo). "Muitos municípios não conhecem o Mercado. Falta divulgação tanto de nossa parte, como da parte da Prefeitura", declarou, constatando que para o Mercado da Lapa, por exemplo, existem placas indicativas para quem se utiliza da Marginal do Tietê. "Isso não ocorre em Osasco. Não existe nenhuma placa indicando a localização do Mercado". Para José Gaspar, comerciante instalado no box 21, um grave problema que dificulta o aumento da clientela está no atendimento, "que deixa muito a desejar". Segundo ele "falta profissionalismo a alguns permissionários no tratamento aos clientes".

Clientela Tradicional

Como já foi exposto, o advento de hipermercados como o Pastorinho, o Millo's e o Carrefour, "roubaram" a freguesia que antes era dos mercadões. Mesmo assim, vários são os motivos que ainda hoje levam as pessoas a freqüentá-lo. Rubens Vilalva se diz atraído por preços mais baixos. "A 'mistura' está bem em conta",constatou. Ademir Cruz, morador do jardim Veloso, utilitário de primeira vez, portando um pacote de carne na mão, declarou estar fazendo uma compra de "necessidade de última hora", num domingo, por volta das 12 horas.

...desde cereais à granel até fumo de corda.

Mas é de fregueses como José Augusto Ferreira, morador do Centro, que se constitui a principal clientela do "Mercadão". "Há quase vinte anos compro carnes no mesmo açougue (box 14). São as melhores de Osasco", comentou. A tabacaria de Paulo Contim ("montado pelo meu pai, é o único box que se manteve até hoje sem mudança de ramo") é um dos dois únicos locais no Centro onde se pode encontrar fumo de corda. Paulo afirmou ter fregueses fiéis, de mais de vinte anos. E citou o exemplo de um aparentado -- atualmente residente em Socorro (116 Km de S. Paulo) --, que pelo menos uma vez por mês passa por sua loja (e outras também) para assegurar sua porção de fumo de corda.

Trabalho em Conjunto

No segundo dia de fevereiro último, os permissionários dos 39 boxes existentes no Mercado Municipal se reuniram no próprio local para realizar uma assembléia da Aspemmo, entidade criada em 1982, mas que a dois anos estava praticamente inoperante. Dessa assembléia, por unanimidade, tirou-se" o nome de Paulo Contim para presidente da entidade. Segundo ele, "a principal finalidade da associação é a de promover junto ao Mercado Municipal a organização dos permissionários". Das principais reuniões foi tirada uma lista de prioridades que vão da compra de mangueiras para a lavagem do local à reforma dos banheiros, que estão "em estado lastimável", até mesmo na opinião do administrador Silas Monteiro. Cobrando uma taxa mensal de Cr$ 10.000,00 dos seus associados -- mais do que eles pagam à Administração Municipal pelo aluguel dos boxes, que estão em média a Cr$ 3.500,00 por cada 10m2 -- a entidade pretende colaborar com a Prefeitura na manutenção do mercado, como já vem fazendo há algum tempo. "Em conjunto, nós refizemos as fiações elétricas, as instalações hidráulicas, o piso e outras obras", disse Contim.

Câmara Municipal de Osasco
Av. dos Autonomistas, 2607 - Centro - Osasco/SP - Brasil
CEP: 06090-905 - Fone: (11) 3699-9133 - E-Mail: qualidade@camaraosasco.sp.gov.br