Bairro do Jaguaribe Nasceu
no Final da Década de 60

Os bosques de eucalipto e pinheiro deram lugar a
ocupação urbana quase que forçada na década de 60

Mara Danusa

No final do século XIX o médico, político e intelectual cearense Domingos José Nogueira Jaguaribe Filho comprou as terras do sítio Jaguaribe. Na época de sua compra o sítio tinha 180 alqueires e iniciava onde hoje fica o entroncamento das ruas Narciso Sturlini, Analice Sakatauskas e avenida Bussocaba, e deste ponto em linha reta até córrego João Alves. E deste até o córrego da Divisa, Vl Yara, até o córrego João Alves. Assim o sítio Jaguaribe deu origem aos bairros do Jaguaribe, Umuarama e parte do Jd D’Abril e Bela Vista. Atualmente o bairro do Jaguaribe localiza-se no Distrito Administrativo Sudeste, sendo delimitado ao Norte pelos bairros Cipava e Bela Vista, e pelas Ruas 15 de novembro e Líbero Carnicelli; a Leste com o bairro do Jardim D’Abril, pelo córrego Bussocaba; ao Sul com o bairro Bussocaba, pelo córrego dos loteamentos Jardim Sindona, e, a Oeste, com o bairro Santo Antônio, pelo córrego João Alves. É formado pelos seguintes loteamentos: Chácara Jaguaribe; Conjunto Residencial; Jardim Adriana; Jardim Bela Vista; Jardim Blanche; Jardim Bussocaba; Jardim Cipava (parte); Jardim Doria; Jardim Ipê; Jardim Marcos; Jardim Sindona 1; Jardim Sindona 2; Jardim Sindona 3; Jardim Sindona 4; Jardim Rene; Jardim Sônia; Vila Barbosa;Vila Faria e Vila Jaguaribe.

Seu perímetro total é de 112 alqueires e suas principais vias de acesso são as avenidas: Flora, Jaguaribe e Capistrano de Abreu.

Quando o Dr Jaguaribe vinha ao seu sítio de Osasco fez questão de plantar um bosque com pinheiros e eucalipto, árvores de crescimento rápido muito em moda no começo do século XX, e para tanto escolheu a área compreendida entre a estrada do Bussocaba, atual padre Vicente Mellilo e co córrego João Alves, naquela época divisa com o sítio Carapicuíba, de propriedade de Delfino Cerqueira.Em maio de 1919 resolveu passar estas terras para suas filhas Laura e Flora. Flora era casada com o arquiteto Carlos Ekman e construiu a casa da sede do sítio que hoje é de propriedade do Banco Bradesco. Dez anos depois Flora dividiu suas terras em chácaras.e seus primeiros compradores foram: Avelardo Nunes, João Pedro Andrade, Antônio Rina, Olario Romanha e Humberto Stanzoni. Na outra metade Carlos Ekman resolveu plantar limão e para pagar o serviço do plantador Antônio Manzoni recebeu um terreno de 12 mil metros localizado entre a avenida Jaguaribe e a Av: Flora.

Quando Osasco se torna cidade em 1962 o bairro do Jaguaribe era área rural do município e em 1966 havia pouquíssimas casas e muito pinheiro e eucalipto dos bosques do Jaguaribe.

Os primeiros melhoramentos chegaram ao bairro no primeiro governo do prefeito Francisco Rossi que levou água a todas as casas do bairro e luz as ruas. Foi na metade da década de 80 que a região se transformou no bairro moderno e confortável que é hoje.

Dentro do bairro está o loteamento do Jd Sindona localizado na encosta da colina entre as avenidas Antonio C. Costa e Padre Vicente Mellilo composto por as trinta ruas.As primeiras cinco ruas do loteamento do Sindona que receberam seus nomes são: a antiga rua “7” que recebeu o nome de Roberto Simonsen. A rua “2” passou a ser chamada de João Ribeiro de Barros. Esta rua começa na avenida Jaguaribe que recebeu este nome em homenagem ao proprietário de todas estas terras a direita da avenida Padre Vicente Mellilo hoje, antiga estrada do Bussocaba. A rua “6” passoua a ser conhecida como rua Barão de Rio Branco e a antiga rua “5” que recebeu como primeiro nome de Visconde Cairu perdeu a placa e desapareceu.
 

Câmara Municipal de Osasco
Av. dos Autonomistas, 2607 - Centro - Osasco/SP - Brasil
CEP: 06090-905 - Fone: (11) 3699-9133 - E-Mail: qualidade@camaraosasco.sp.gov.br